Chiclete "mata" atleta durante maratona da Cidade do México

Um chiclete na garganta causou a morte por asfixia do atleta amador
Cuauhtémoc Larriba durante a Maratona da Cidade do México no último
domingo.

O inusitado acidente foi comprovado após a realização de uma autópsia,
cujo o resultado foi divulgado nesta terça-feira.

Larriba, de 52 anos, teve problemas físicos logo no primeiro
quilômetro da prova. A asfixia causada pelo chiclete acabou levando o
atleta a sofrer um colapso cardíaco.

A organização da prova divulgou que pagou à família do atleta
indenização de 300.000 pesos (cerca de US$ 28 mil).

O queniano Reuben Chesang e a mexicana Alicia Rodríguez foram os
vencedores da prova.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.