Juventude e velocidade são as armas dos EUA no Mundial

Os Estados Unidos contarão com um time baseado na juventude e na velocidade para a disputa do Mundial de atletismo, que acontece em agosto, em Helsinque, na Finlândia. Os representantes do país na competição foram definidos no último fim-de-semana.

O time tem um "potencial de ouro", como define a imprensa local. Entre os cotados a medalhas, aparecem os campeões olímpicos Justin Gatlin, Shawn Crawford e Jeremy Wariner e o campeão mundial Allen Johnson.

No ano passado, os atletas do país conquistaram 25 medalhas nos Jogos Olímpicos de Atenas, e esperam melhorar a marca no Mundial. No torneio de 2003, em Paris, o time do país conseguiu 17 medalhas, sua pior campanha em Mundiais ou Olimpíadas desde 1896.

Entre os jovens, um dos destaques é Kerron Clement. Nascido em Trinidad e Tobago, o atleta, de 19 anos, correu as eliminatórias dos 400 m com barreiras em 47s24, o que o coloca com o sétimo tempo do mundo na prova.

Wariner, 21, cravou o melhor tempo do ano nos 400 m com 44s20, e Gatlin se tornou o primeiro em 20 anos a vencer os 100 m (10s08) e 200 m rasos (20s04) na competição norte-americana. "Eu sinto que estou de volta ao colegial", brincou o velocista.

No entanto, o principal desafio de Gatlin será superar o jamaicano Asafa Powell, que no dia 14 se tornou o homem mais rápido da história nos 100 m rasos, ao cravar o novo recorde com 9s77.

Entre as mulheres, as esperanças estão depositadas em Allyson Felix, 19, medalha de prata em Atenas e detentora do melhor tempo do ano nos 200 m, com 22s13. Sanya Richards, 20, também conseguiu a melhor marca de 2005, com 49s28, e é o destaque nos 400 m.

Lisa Barber, que treina com Gatlin e Crawford, também se credenciou a conquistar medalha na Finlândia ao correr os 100 m em 11s10. Nas semifinais, ela terminou a prova em 10s87. Nos 100 m com barreira, Michelle Perry bateu a campeã olímpica Joanna Hayes e cravou 12s43, o melhor tempo do ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.