Treino funcional para Idosos

Por: Marieli Ramos Stocco.

Resumo

Devido ao processo de envelhecimento, há declínios físicos característicos desta fase, que muitas vezes têm repercussões sobre o comprometimento funcional, resultando em déficits de capacidades físicas como: força muscular, equilíbrio postural, flexibilidade e outros,o que pode comprometer a qualidade de vida (QV) dos idosos. Sendo a pratica regular de exercícios físicos um meio de atenuar estes prejuízos, o Treino Funcional, como tal, vem se consolidando como uma estratégia empregada não apenas com o objetivo de promover o aprimoramento do desempenho físico , mas também de contribuir com a promoção da saúde dos indivíduos idosos.

Endereço: http://repositorio.pgsskroton.com.br/handle/123456789/2813

Fies fica com 20% das novas vagas ociosas neste primeiro semestre.

Das 150 mil vagas de Fies, financiamento estudantil do governo, ofertadas neste primeiro semestre, 115 mil foram preenchidas, o que representa uma ociosidade de 20% ­ mesmo patamar do semestre anterior.

 

No mesmo período do ano passado, a taxa de ociosidade ficou em 40%, segundo dados do Ministério da Educação (MEC).

 

“O motivo dessas vagas remanescentes são as exigências do MEC para obtenção do Fies, que são muito rigorosas. O aluno nunca consegue financiar 100% da mensalidade, 60% das vagas são para os cursos prioritários e aqueles com a renda exigida no Fies não conseguem a nota mínima requerida no Enem de 450 pontos”, disse Sólon Caldas, diretor da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES).

Fonte: Prof. Darwin

O número de alunos em sala de aula será modificado, 25 é o máximo.

O número máximo de aluno em sala de aula será de 25 da pré-escola e dos dois anos iniciais do ensino fundamentalAlgumas mudanças na educação estão sendo propostas no Senado. O número de alunos máximo em sala de aula poderão mudar, o que se for realmente implantado pelo governo, essa mudança é positiva.De acordo com o Projeto de Lei do Senado PLS 504/2011 as turmas de pré-escola e dos dois anos iniciais do ensino fundamental deverão conter no máximo 25 alunos. O PLS que propõe a alteração é de autoria do senador Humberto Costa (PT-PE), que foi aprovado nesta terça-feira (16), em decisão terminativa, pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).Segundo o projeto, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), as turmas dos anos seguintes do ensino fundamental e as turmas do ensino médio serão compostas por até 35 alunos.- O objetivo do projeto é buscar melhores condições de aprendizagem para as crianças brasileiras. E a relação entre professor e número de alunos incide diretamente sobre a capacidade de aprendizagem – disse Humberto Costa durante a reunião da comissão, presidida pelo senador Roberto Requião (PMDB-PR).Inicialmente, a relatora da proposta, senadora Maria do Carmo Alves (DEM-SE), havia sugerido uma emenda ao projeto, que permitiria a ampliação dos quantitativos em até 20%, desde que cada aluno viesse a ocupar 1,5 metro quadrado, na educação infantil, ou um metro quadrado, no ensino fundamental e no ensino médio. A pedido do autor da proposta, que alertou para a “dificuldade operacional” de se colocar em prática o texto da emenda, a relatora admitiu manter a versão original do projeto.

Fonte: Prof. Darwin